Home >>  Alimentação, Conselhos para a futura mamãe, Festas, Páscoa  >>  Dicas para uma Páscoa saudável

Dicas para uma Páscoa saudável

Na Sexta-feira Santa, a tradição cristã e gastronómica incita a que não se consuma carne. Na maioria das vezes, opta-se pelo bacalhau, que é um prato bem saudável. Mas no Domingo de Páscoa, com o consumo e oferta de ovos e bombons de chocolate, não fica fácil manter uma alimentação saudável.

Claro que não é um dia que vai fazer diferença, mas o melhor é seguir as nossas dicas para que viva uma Páscoa saudável.

Atenção ao sal do bacalhau

O prato principal no almoço da sexta-feira Santa é o bacalhau que, além de muito saboroso,é de fácil digestão. E mais que isso, possui nutrientes como minerais (ferro, fósforo e magnésio), vitaminas (A, D, E e niacina) e tem baixa taxa de colesterol e gordura. Ele também é considerado uma boa fonte de ácido graxo polinsaturado, o ômega 3, ácido graxo que favorece o desenvolvimento do sistema imunológico, contribui para a redução dos níveis de colesterol e triglicérides, ajudando também na redução das doenças cardiovasculares e dislipidemias.bacalhau no forno

Mas, atenção: como este alimento é rico em sal, pessoas que possuem hipertensão, a conhecida “pressão alta”, devem ter cuidado com a quantidade no consumo. E para essas pessoas, alternativas ao bacalhau são peixes como a sardinha e o atum que também são fontes de ômega 3.

Ótimas opções de proteínas também, são as de origem vegetal como: soja, quinua e amaranto. São escolhas saudáveis, livres de colesterol, fontes de vitaminas, minerais, fibras e com baixo teor de sódio.

Coma com moderação

Devemos ter atenção à quantidade de comida que ingerimos nessa época, para que os alimentos consumidos não prejudiquem o organismo e/ou levem ao ganho de peso. Mesmo que esteja grávida, já sabe que não deve comer por dois! Uma boa dica é tentar comer devagar, mastigando e saboreando adequadamente todos os alimentos. Refeições apressadas e alimentos mal mastigados dão muito mais trabalho ao estômago. Por outro lado, ao comer com mais calma, estará a contribuir para se sentir saciado(a) antes de correr o risco de abusar da quantidade de comida…

Prefira os cozidos e as verduras

Privilegie os pratos cozidos ou assados com pouca gordura (como cordeiro no forno com legumes) em vez dos fritos. E acompanhe os pratos típicos de Páscoa com bastantes produtos hortícolas. Possibilidades não faltam: brócolis, couve-flor..

E pode usar e abusar das saladas. Constituem sempre uma óptima entrada, saudável e pouco calórica. Mas atenção ao tempero! Prefira o azeite e o vinagre.

Evite chocolate branco

Não importa a idade, tampouco se está ou não grávida: a comemoração da Páscoa está associada ao consumo de chocolates e sua distribuição a familiares e amigos. Além da quantidade que ingere, é preciso ficar atento ao tipo de chocolate.chocolate páscoa

Quanto mais cacau tiver, mais saudável é o chocolate, pois possui quantidade reduzida de açúcar e gordura. O chocolate amargo (70% cacau) contém substâncias antioxidantes que melhoram a circulação sanguínea, reduzindo assim o risco do surgimento de doenças do coração.

Já o chocolate branco não é muito indicado, pois contém apenas a manteiga de cacau, ou seja, gordura hidrogenada. Consumido em excesso, pode aumentar o peso e contribuir para o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Os chocolates mais escuros, que concentram maior quantidade de cacau e também os mais amargos devem ser então a preferência (70% de cacau em sua composição). No entanto, por não serem tão doces, não são os mais escolhidos. Uma sugestão é optar, então, pelo tipo meio-amargo, que tem razoável quantidade de cacau – geralmente 50 ou 55% -e não é tão gorduroso como o chocolate ao leite.

Fonte: Blog Nutrição e Qualidade de Vida, da nutricionista Bruna Passos

Leia mais: 

Coma em pequenas quantidades 

Receita de bacalhau para Páscoa 

Receita de cordeiro para Páscoa 

Páscoa: comer chocolate sem culpa

Tags: , , ,

Gostou deste post?
Gostaria de manter-se atualizada(o)?