Home >>  Dicionário  >>  Líquido amniótico

Líquido amniótico

O líquido amniótico é o fluído que envolve o bebê durante o processo de desenvolvimento na gravidez. Encontra-se dentro do saco Líquido amniótico na gravidezamniótico (ou bolsa das águas). Esse saco ou cavidade serve de abrigo para o bebê e forma-se à volta do embrião. O volume desse saco aumenta de forma a ocupar por completo o útero da grávida na semana 10 da gravidez.

Já o nome de “amniótico” tem a ver com a membrana que se encontra à volta do embrião e que se chama âmnio. Quando a membrana do saco amniótico rebenta, entra-se em trabalho de parto.

Na sua composição, o líquido amniótico contém uma série de substâncias, como: glucose, sal, frutose, proteínas, aminoácidos, ureia, ácido cítrico, ácidos lácteos e ácidos gordos. Isso não invalida que a maior quantidade de líquido existente no saco amniótico corresponda a urina estéril.

A quantidade de líquido amniótico varia de gravidez para gravidez e com o passar das semanas da gravidez.

Por exemplo, na quinta semana a quantidade do líquido é de cerca de 5 mm e atinge um volume máximo de 900 mm (e 1 litro em alguns casos), entre a semana 35 e a 36. Assim sendo, a quantidade de líquido aumenta no sexto ou sétimo mês de gravidez embora possa manter-se estagnada. Esse volume tem tendência a diminuir ligeiramente nas últimas semanas de gestação, com o crescimento do feto.

O líquido amniótico é absorvido pela pele do bebê até às 14 semanas. A partir do momento em que os rins entram em funcionamento e que o bebê desenvolve o reflexo de sucção, ele já poderá engolir o líquido e voltar a expulsá-lo para o saco amniótico. Já os nutrientes que servem de alimento do seu filho, esse serão fornecidos pela placenta, através do cordão umbilical.

O líquido amniótico tem várias funções, entre elas:

  •     Manter o útero com uma temperatura equilibrada. A temperatura do líquido amniótico é mais elevada que a do corpo da gestante (37,5º C).
  •     Diminuir a intensidade de choques e movimentos inesperados.
  •     Impedir a compressão do cordão umbilical, para não interromper o fornecimento de oxigênio para o bebê.
  •     Proteger o seu filho de infecções.
  •     Permitir que o bebê se mova livremente.
  •     Servir como bom condutor do som, embora a maioria dos ruídos que o seu filho ouve no útero sejam abafados.
  •     Permitir a formação dos sistemas digestivo e respiratório, tendo em conta que o líquido é engolido pelo bebê aquando da sua respiração e expelido em forma de urina. Permitir que o bebê denvolva seus músculos e ossos.

 

 

Tags: , ,

Gostou deste post?
Gostaria de manter-se atualizada(o)?