Home >>  Sintomas da gravidez  >>  A pressão arterial baixa

A pressão arterial baixa

Pressao arterial baixa A pressão arterial é mais baixa durante a gravidez. Por isso, medir a pressão arterial é importante para evitar problemas como a pré-eclampsia, caraterizada pela eliminação de proteínas através da urina.

Essa medição é feita nas consultas do pré-natal depois da 20ª semana de gestação, porque a partir do sexto mês de gestação, a mulher produz mais sangue, o qual deve chegar ao coração e ao corpo. Esse sangue é o veículo que, associado à placenta e ao cordão umbilical, transporta oxigênio e nutrientes ao bebê e recupera o que o bebê quer expulsar.

A pressão arterial tende a ficar mais baixa a partir do momento em que o hormônio da progesterona, que adquire um tamanho maior durante a gravidez, relaxa as paredes dos vasos sanguíneos.

Como consequência, com a pressão arterial baixa, algumas mulheres sentem vertigens e desmaiam, face a um maior esforço de se levarem rápido ou de ficarem de pé durante muito tempo.

A pressão arterial que é mais um dos sintomas da gravidez, na reta final desta, regressa ao seu valor normal.

Para aquelas mulheres que apresentavam um nível de pressão arterial alta antes deste estado de gravidez, o médico pode controlar a situação através de ingestão de medicamentos durante a gestação sem afetar o bebê.

Saiba como atenuar este sintoma.

Tags: , ,

Gostou deste post?
Gostaria de manter-se atualizada(o)?